A onda de hambúrgueres continua forte na cidade. A mais recente operação, apesar do nome inglês — The Black Beef —, vem de Maceió (AL) e se inspira no conceito americano chamado fast casual, que significa custos minimizados capazes de oferecer produtos de qualidade a preço convidativo. Ou seja: sanduíche gourmet, artesanal e a baixo custo.

A hamburgueria alagoana abre as portas quinta-feira, no Bloco B da 402 Sul, onde funcionou o Respeitável Burger, de Dudu Camargo. Só isso já comprova a tendência gastronômica que caiu no gosto da juventude. O idealizador da marca, que começou há três anos em um foodtruck em Alagoas, é o chef baiano Deco Sadigursky, formado em relações internacionais e gastronomia, que viveu em Nova York como fisioterapeuta em 2005 e 2008 e trabalhou na rede alimentícia Rosa Mexicano. Ao voltar para o Brasil, montou lanchonete em uma antiga ambulância emprestada pelo tio e a levou para Maceió, onde seus hambúrgueres conquistaram o consumidor.

Créditos: Hugo Taques/Divulgação. Chef Deco Sadigursky, do The Black Beef.

Aposta na carne

“Fiz uma pesquisa e vi que os três produtos mais consumidos no mundo eram pizza, hambúrguer e hot dog. Apostei na carne e calculei uma venda de 50 unidades ao dia para ter uma renda extra. A saída foi tanta que, na primeira semana, já vendia 50 em uma hora”, explica Sadigursky, adepto de tatuagem.

O sucesso chamou a atenção de três clientes assíduos — Maurício Coutinho, João Paulo Gomes e Thiago Wanderley —, todos com menos de 35 anos, que se tornaram sócios do chef baiano e vão explorar a loja em Brasília, enquanto duas franquias da marca irão se estabelecer em São Paulo, na Vila Olímpia, e em Uberlândia (MG). A primeira loja surgiu em 2016 e quando abriu “já servimos 10 mil unidades ao mês”, lembra Coutinho.

Menu até pra cachorro

O sanduba número um de pedidos é o black rib, que vem recheado com carne de costela bovina, maionese especial à base de cream cheese, muçarela, molho barbecue e bacon num exclusivo pão que é um híbrido do brioche com pão de hambúrguer por R$ 20. Outro carro-chefe é o big black beef no pão australiano com dois burgers bovinos de 120g, muçarela, cebolas caramelizadas, cheddar e barbecue por R$ 24.

Sensação no paladar é a batata belga servida frita com uma casquinha crocante por fora e macia por dentro. Para crianças, há um cheeseburger com menos gramatura, mas três vezes mais queijo e maionese por R$ 15. E até o cachorro foi lembrado com menu Totó (R$ 6), composto de sorvete de baunilha com 100% de leite e biscoitos caninos, que pode ser consumido na própria loja, num espaço da varanda onde não falta água fresquinha para o pet.

Pão candango

Algumas parcerias surgiram em Brasília, como a Pão Dourado que fornece os pães sem conservantes semelhantes aos criados pela chef de panificação Valgra Mello, da Padoca de Alagoas, autora da receita exclusiva.

O mesmo endereço, que já exibiu uma vistosa poltrona estampada na entrada do Salsa & Saladas da restauratrice Bety Matos e adereços circenses no Respeitável Burger, tem agora uma fachada que lembra um trailer com área externa repleta de mesas e cadeiras e uma pegada industrial com chapas de alumínio e pinturas em preto com detalhes em madeira num projeto do arquiteto pernambucano Mariano Teixeira.

Funciona de segunda a quinta das 11h às 16h e das 18h às 23h. Sexta e sábado fecha à 1h. Telefone: 3225-7991.

 

Fonte: Correio Braziliense